sexta-feira, 3 de julho de 2015

Alunos de Cinema UNISUL lançam canal no YouTube


 Os estudantes do curso de Cinema UNISUL Zé Carlos S. Jr., Luan Ramos, Letícia Mittelmann e Daisa TJ lançaram o canal no YouTube Movie Hall. O canal tem por objetivo expressar visão deles sobre a arte cinematográfica dentro e fora dos filmes, debatendo diversos assuntos deste meio, compartilhando experiências da faculdade e até mesmo exibindo produções próprias, tanto produções do curso quanto produções exclusivas para o canal.

Em pouco tempo de existência, o Movie Hall (apresentado por Zé e Luan, foto acima) já alcançou mais de 400 inscritos e 7 mil visualizações. São postados dois vídeos por semana, às segundas e quintas-feiras, sempre às 11h. Entre os vídeos já divulgados está a cobertura do Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM) e da Oficina de Iluminação, ministrada por Márcio Carvalho, técnico da UNISUL.

Confira abaixo o trailer do Movie Hall e clique aqui para assistir aos vídeos e se inscrever no canal.

Cinema UNISUL recebe coletânea Coleção CTAv Petrobras

O curso de Cinema UNISUL recebeu do Centro Técnico Audiovisual (Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura) a coletânea Coleção CTAv Petrobras.

Patrocinada pela Petrobras, essa coletânea contempla 20 DVDs que reúnem 110 curtas e médias-metragens produzidos pelo Instituto Nacional de Cinema Educativo (INCE) e posteriormente pelo Instituto Nacional de Cinema (INC).

Cerca de metade deles trazem a direção de Humberto Mauro, cujo trabalho no INCE definiu um padrão da época para tratar de cultura, ciência e História no cinema educativo. Os 20 DVDs dessa coleção foram organizados por temáticas como Cidades Históricas, Música Erudita Brasileira, Humberto Mauro para Crianças, Cultura Negra, Nordeste/Seminário, Personalidades do Cinema Brasileiro, e George Jonas: Iniciação à Física, entre outras.

Esta coleção produzida pelo Ministério da Cultura é oferecida às mais variadas instituições nacionais - universidades públicas, cinematecas, cineclubes, entre outros - com o propósito de apoiar e difundir o cinema nacional nas cinco regiões do país. A ideia é incentivar a exibição, sem fins lucrativos, de filmes raros para o público em geral - desde estudantes a pesquisadores e apreciadores da sétima arte de modo geral.

Na UNISUL, os filmes estarão disponíveis no núcleo de pesquisa EPOCA (Grupo de Pesquisa em Estética e Política Contemporânea), antigo NUPA, mediante as normas de funcionamento do mesmo.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Cineclube Cinema UNISUL | Cinema do CIC - Sessão Turquia e Lançamento Santa Teresa

02JUL e 04JUL às 20h

Sessão Turquia | 82min
Buhar de Abdurrahaman Oner |12 min
Sinopse Uma mulher prepara o jantar para o seu marido. Não se ouve nada a não ser o som da TV. A câmera se move para o cômodo. É um filme de tomada única no qual décadas de hostilidade conjugal se resolvem com danos extremos.
Gerayis de Cetin Baskin| 16min
Sinopse Halil vive em uma região montanhosa remota e não tem ouvido falar de seu filho por um longo tempo. Ele tem um vínculo forte com seu cavalo, mas ele também perde isso. Um retrato bonito, íntimo da relação entre um homem e um animal.
Ali ata bak de Orhan Ince | 12min
Sinopse Faz muito tempo que Ali não vê seu tio. A primeira conversa entre eles revela os julgamentos memorizados pelas crianças na escola, revelando a trágica inadequação do sistema educacional.
As nuvens passam sobre nós de Yasar Arif Karagülle | 15min
Sinopse Ao retornar para o lugar onde nasceu, Cengiz deverá enfrentar a memória de seu pai, seu próprio passado, e um futuro incerto após a ressaca de Chernobyl.
Sessiz de Rezan Yeslbas | 14min
Sinopse O ano é 1984. Zeynep, que mora em Diyabrbakir com seus três filhos, quer visitar o marido na prisão. Zeynep só consegue falar em 'curdo', sua língua materna. Contudo, na prisão só é permitido falar em turco, o que a torna incapaz de proferir uma palavra sequer ali. Além disso, ela quer levar um par de sapatos novos para seu marido, mesmo sendo proibido levar qualquer coisa de fora para os prisioneiros.
Filme vencedor do Festival de Cannes
Agri e a Montanha de Hasan Serin| 13min
Sinopse Uma pequena vila aos pés do Monte Ararat. É inverno. Uma garotinha acorda pela manhã. Um pequeno fragmento de seu dia na vila.
Filme vencedor no Festival de Berlim.

03JUL e 05JUL às 20h
Lançamento de
Santa Teresa | 2015 | 64min
Direção  Eduardo Baggio

Sinopse As colônias de isolamento mantiveram reclusos milhares de doentes de hanseníase. No Brasil, centenas deles ainda permanecem nessas instituições, para onde foram levados compulsoriamente a partir de uma política pautada no preconceito histórico e em métodos higienistas. O Leprosário Santa Teresa foi uma dessas instituições, localizada no município de São Pedro de Alcântara em Santa Catarina.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Cinema UNISUL informa: Inscrições abertas para Especialização em Roteiro Cinematográfico

Estão abertas as inscrições para Pós-graduação em Roteiro Cinematográfico. Interessados devem acessar esse link para informações sobre matrícula e pagamentos.

A Pós-graduação em Roteiro Cinematográfico contempla a formação prática em roteiros para diversos meios como, cinema, minisséries, seriados de TV e internet; e oferece, aos profissionais da área, mais oportunidades na indústria audiovisual.

Professores com reconhecido destaque no mercado cinematográfico nacional e internacional integram o corpo docente e preparam os futuros especialistas para a construção de um roteiro de longa metragem ao final do Curso.

É ofertado aos profissionais e estudantes com graduação completa na área de cinema, fotografia, vídeo, design, artes visuais, moda e comunicação. Pesquisadores da área de artes e correlatas já graduados e interessados em aprofundar conhecimentos e questões que envolvem a criação de roteiros cinematográficos, também podem participar.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Cineclube Cinema UNISUL | Cinema do CIC - Clássicos: Cidadão Kane e Linguagem do Cinema II

Clássicos: Cidadão Kane e Linguagem do Cinema II


O Cineclube Cinema UNISUL traz esta quinta e sábado o especial Clássicos, com o filme Cidadão Kane.



Cidadão Kane foi o primeiro filme longa-metragem dirigido por Orson Welles, considerado um rapaz prodígio, e que havia angariado fama com suas peças de teatro e de narrações nas rádios canadenses (apesar dele ser americano). O filme encontrou forte influência por parte de William Randolph Hearst. Em realidade, havia mesmo muitos pontos coincidentes das biografias de Hearst e de Kane.

25JUN e 27JUN às 20h
Cidadão Kane| 1941
119 min
Direção Orson Welles
Sinopse   O longa conta a ascensão de um mito da imprensa americana. De garoto pobre no interior a magnata de um império do jornalismo e da publicidade mundial. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst.


26JUN e 28JUN às 20h
Aula de Cinema: Linguagem do Cinema II| 2000/2001
92 min
Direção Geraldo Sarno

Sinopse  A Linguagem do Cinema, dirigida por Geraldo Sarno, é uma coletânea composta de 10 títulos que documentam os processos de criação de 12 cineastas brasileiros. 


Uma conversa sobre David Neves
Arnaldo Carrilho, Carlos Moletta, José Carlos Avellar e Walter Lima Jr relembram vida e obra de David Neves.

O realizador vai à luta
Murilo Salles é um cineasta que - assim como a maioria no Brasil - é obrigado a produzir-se. Ele fala da "dramaturgia da suspensão", que inspirou a realização dos filmes que dirigiu. Explica como gostaria de ver implantadas formas de estímulo à produção que privilegiassem a qualidade.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

NISE DA SILVEIRA - GUERREIRA DA PAZ

A história de uma das mulheres brasileiras mais importantes do século XX. Teatro, música e dança em um espetáculo multimídia.

TEATRO, MÚSICA E DANÇA EM UM ESPETÁCULO MULTIMÍDIA 

Considerada uma das personalidades mais importantes do século XX, discípula de Carl Gustav Jung, a alagoana Nise da Silveira foi uma das primeiras mulheres a se formar em medicina no Brasil. Ela revolucionou a psiquiatria ao criar Ateliês de Arte dentro dos hospitais psiquiátricos, se negando a praticar os polêmicos tratamentos com eletrochoque e todos os procedimentos violentos contra os pacientes. Sua emocionante história de vida chega agora aos palcos de Florianópolis com o premiado solo multimídia “Nise da Silveira - Guerreira da Paz”em únicas apresentações no Teatro Pedro Ivo (9 e 10 de Julho de 2015 às 21h). A montagem, que une teatro, música, dança e projeções multimídia, encerra a ‘Trilogia do Inconsciente’, projeto consagrado em São Paulo como um dos melhores espetáculos em votação popular do Prêmio Aplauso Brasil.
“Nise da Silveira - Guerreira da Paz” conta com uma equipe de destaque no cenário nacional.Com direção, dramaturgia e interpretação de Daniel Lobo (Prêmio APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte), a peça trás coreografias da bailarina Ana Botafogo, que pela primeira vez coloca sua assinatura em teatro. A trilha sonora inédita é de João Carlos Assis Brasil, um dos maiores pianistas da atualidade, com a criativa percussão de Marco Lobo. As projeções multimídia tem participações especiais do poeta e crítico de arte Ferreira Gullar e do teatrólogo José Celso Martinez Corrêa. “Nise” conta ainda com a inusitada ‘Voz do Inconsciente’ de Monja Coen. Precursora do zen-budismo no Brasil, Monja Coen é ouvida em off, e dá vida ao psicanalista Carl Gustav Jung, importante referência na vida da psiquiatra. Nascida em Chapecó, Ciliane Bedin assina como Diretora-Assistente, e se destaca pela profunda formação intelectual que inclui  doutorado na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e na Université Picardie Jules Verne em Arts de Spetacle (Paris, França), pela formação em yoga (França, Argentina e Uruguai).
9 e 10 de Julho no Teatro Pedro Ivo - Únicas apresentações - 21h

Mapas Afetivos da Cidade

Inscrições até dia 31 de Outubro

O tema Mapas Afetivos da Cidade está de volta ao Festival do Minuto. Lançado pela primeira fez no ano passado, o concurso traz a cidade e suas memórias como tema a ser desenvolvido pelos produtores.

A ideia é criar um vídeo. de até um minuto, que mapeie a cidade: janelas, portas, edificações belas e medonhas, um bairro ou um sotaque que você não conheça, botecos, pizzaiolos, centros religiosos, círculos, quadrados ou hipotenusas, guardiões da segurança, motoristas com sono, nuvens, números, sonoridades, silêncios e ou simplesmente alguns de seus tantos e tortos habitantes.

O tema também conversa com as atuais movimentações para se pensar e ocupar a cidade, colocando o papel do indivíduo, e suas memórias e experiências, como central para a existência dela.

O concurso premiara os melhores vídeos com até R$5000 reais, além do trofeu do minuto. Os interessados devem mandar seus trabalhos até o dia 31 de outubro pelo site do festival. A SPCine e a Prefeitura Municipal de São Paulo apoiam a iniciativa.

Sobre o Festival do Minuto

O Festival do Minuto foi criado, em 1991, pelo cineasta Marcelo Masagão, inspirando festivais no mesmo formato em mais de 50 países. Atualmente é online, recebendo durante todo o ano milhares vídeos através de seu portal. Seu acervo inclui vídeos de realizadores hoje conhecidos, como Fernando Meirelles (Cidade de Deus, O Jardineiro fiel, 360), Beto Brant (O Invasor, Eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios), Tata Amaral (Um céu de estrelas, Antônia, Hoje), Anna Muylaert (Durval Discos, É proibido fumar), entre outros. É considerado o festival da ideia e recebe indistintamente produções de amadores e profissionais, promovendo novos talentos.