terça-feira, 24 de março de 2015

I Mostra de Cinema Marcas da Memória da Comissão de Anistia

de 07 a 9 de abril 
(Campus Universitário da Grande Florianópolis/Pedra Branca)

Objetivo: promover sessões públicas e gratuitas de filmes, produzidos pelo Projeto Marcas da Memória da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça e dedicados à memória e à reflexão crítica sobre os regimes de exceção vividos na América do Sul, em especial no Brasil, e seus reflexos no presente. 

Público-alvo: educadores e alunos da Universidade e do Ensino Médio da região.

Inscrições: gratuitas, realizadas na sala do evento.

Dia/horário
Mostra de Documentários
Responsáveis
07/04 (terça)
das 19 às 22
Auditório do Bloco C
Retratos de identificação
Curso de Cinema e PPGCL
Debatedora: Ramayana Lira
                      
08/04 (quarta)
das 19 às 22
Auditório do Bloco C
Repare bem
 PPGCL
09/04 (quinta)
das 19 às 22
Auditório do BlocoC
Eu me lembro
 PPGCL

“Retratos de identificação” (2014; 71 min; 12 anos)
Direção: Anita Leandro
Sinopse: Dois ex-guerrilheiros que lutaram contra a ditadura militar se deparam, pela primeira vez, com fotografias tiradas pela polícia no momento de suas respectivas prisões e processos de banimento. O passado retorna. Espinosa testemunha sobre o assassinato de seu amigo Chael Schreier, sob tortura, e Guarany relembra a vida no exílio, sem documentos, e o suicídio de sua companheira, Maria Auxiliadora Lara Barcellos, em Berlim. 

“Repare Bem” (2012; 105 min; 10 anos)
Direção: Maria de Medeiros
Sinopse: Neste filme, vencedor do kikito de melhor filme no Festival de Gramado de 2013, a diretora Maria de Medeiros realiza o documentário sobre ditadura, por meio da história de três gerações de mulheres. As câmaras registraram em Roma e em Joure, no norte da Holanda, os testemunhos de Denise Crispim e de sua filha, Eduarda Ditta Crispim Leite. Apesar de longe do Brasil, suas palavras, que falam de exílio e de memória, levam-nos a um mergulho profundo na história do Brasil, dos anos 70 até a atualidade. Denise já nasce clandestina em 1949. Seus pais, extremamente politizados, lutaram por uma vida mais justa e são por isso perseguidos por sucessivas ditaduras. Aos 20 anos, Denise torna-se companheira de um guerrilheiro, Eduardo Leite, morto no governo militar brasileiro. Ao fugir para o Chile, reencontra seus pais, também exilados. Lá, ao lado da filha Eduarda, Denise e a mãe vivem a repressão de Pinochet e se separam novamente, para viver na Europa.

“Eu me lembro” (2012; 96 min; 12 anos)
Direção: Luiz Fernando Lobo
Sinopse: “Eu me Lembro” é um documentário sobre os cinco anos das Caravanas da Anistia e reconstrói a luta dos perseguidos por reparação, memória, verdade e justiça, com imagens de arquivo e de entrevistas em 94 minutos.

Cineclube Cinema UNISUL | Cinema do CIC



sexta-feira, 13 de março de 2015

Unisul recebe candidatos para provas de seleção para estudar cinema na EICTV

A Unidade Florianópolis, Rua Trajano, no centro de Florianópolis, recebe nesta sexta-feira, 13, os candidatos do processo seletivo para pós-graduação em cinema. As especializações são ofertadas pela Escola Internacional de Cinema e TV de San Antonio de los Baños, em Cuba.

A EICTV é considerada um dos melhores centros de formação audiovisual do mundo e oferece de 4 a 6 bolsas para todo o Brasil. Além de Florianópolis outras quatro cidades realizam as provas de processo seletivos: Belo Horizonte/MG, Recife/PE, Brasília/DF e Belém/PA. Os candidatos concorrem a especializações nas áreas de Direção, Produção, Roteiro, Fotografia, Som, Documentário, Edição e TV e Novas Mídias.

Os candidatos participam de duas provas, uma de conhecimentos gerais e a outra correspondendo à especialização que o candidato escolheu. Os aprovados nestas duas provas serão entrevistados no sábado, 14, e se necessário no domingo. A coordenadora do curso de Cinema, Mara Salla, compõe a Banca Avaliadora.

A matrícula para os três anos tem o custo de cinco mil euros por ano. A forma de pagamento pode ser à vista, em setembro, ou em duas parcelas para setembro e janeiro. O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria do Audiovisual, subsidia parte do valor da matrícula dos alunos brasileiros, sendo o restante pago pelo aluno. Este subsídio cobre integralmente a matrícula do segundo e terceiro ano e parte do primeiro ano do curso.

Os estudantes que ingressam no curso têm direito a hospedagem em quartos individuais, alimentação, transporte entre Havana e San Antonio de los Baños, assistência médica primária e de emergência, material escolar e produção integral dos trabalhos em cinema e vídeo.



Mais informações aqui.

Fonte: Unisul Hoje.